Andirá - PR

Andirá teve como início da sua fundação o ano de 1.927, quando aconteceu o prolongamento da estrada de ferro, da então Rede Viação São Paulo-Paraná. Construiu-se naquela localidade, uma estação com o nome de Ingá (fruta silvestre abundante na região), nas terras de Bráulio Barbosa Ferraz. O pioneiro, na ânsia de prosperar com o progresso advindo dos trilhos de aço, dividiu em lotes cinco alqueires, aproximadamente, expondo-os à venda, dando início ao núcleo urbano.

Bastos - SP

Bastos é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 21º55'19" sul e a uma longitude 50º44'02" oeste, estando a uma altitude de 445 metros. Sua população estimada em 2010 era de 20.445 habitantes

Bilac - SP

A colonização da região teve início em 1917 com um loteamento de uma gleba da "Brazil Plantation Sindical"[6] , formando o povoado de "Córrego da Colônia". Membros da Sociedade Vila Conceição, composta por imigrantes japoneses atraídos pelo solo fértil da região adquiriam as terras, onde vários imigrantes japoneses que trabalhavam nas fazendas de café vieram se estabelecer. Posteriormente famílias italianas e espanholas também se estabeleceram ali.[7]

Dado o progresso da agricultura e o desenvolvimento econômico, em 10 de fevereiro de 1923, a Câmara Municipal deBirigui elevou o povoado à condição de Vila, com a denominação de Vila Nossa Senhora da Conceição, em homenagem à padroeira local. E em 18 de abril de 1925, foi oficializada da escritura de doação para o patrimônio, data considerada aniversário do município.

E a continuidade do progresso e crescimento da vila seguiram, em 1928 foi instalado o cemitério público e em 1930 o Distrito Policial.

Em 18 de agosto de 1933 a vila foi elevada a Distrito, que devido ao grande número de descendentes nipônicos, adotou a denominação "Nipolândia".

Buritama - SP

O nome Buritama tem origem no vocábulo indígena que significa "terra dos buris". Do tupi buri: buri, uma palmeira (Polyandrococos caldescens); e etama: terra natal, a pátria.

Cândido Mota - SP

Cândido Mota é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 22°44'47" sul e a umalongitude 50°23'13" oeste, estando a uma altitude de 479 metros. Sua população estimada em 2014 foi de 31.063 habitantes.

Chapadão do Sul - MS

Chapadão do Sul Município em Mato Grosso do Sul Chapadão do Sul é um município brasileiro do estado de Mato Grosso do Sul, Região Centro-Oeste do país. O município desponta como importante e próspera cidade de Mato Grosso do Sul, com seus mais de 20 mil habitantes. Wikipédia Área: 3.851 km²

Chavantes - SP

Chavantes é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 23º02'20" sul e a uma longitude 49º42'34" oeste, estando a uma altitude de 563 metros. Sua população estimada em 2014 era de 12.482 habitantes.

Clementina - SP Com a chegada dos primeiros colonos japoneses e espanhóis em 1928, João Francisco Vasques formou um pequeno patrimônio, que lhe deu o nome de Patrimônio da Nova Era, que em 1932, passou a se chamar Patrimônio dos Vasques. Em 30 de novembro de 1944, pelo decreto 14.334, passou a ser distrito, pertencendo ao município de Coroados, foi quanto recebeu o nome de Clementina, em homenagem a filha mais velha do fundador. Mais tarde, em 31 de dezembro de 1953, a lei Nº2.456, o elevou a município, constituído pelos distritos de Clementina, Santópolis do Aguapeí e Lauro Penteado, e pertencendo a comarca de Birigui. Atualmente o município de Clementina é constituído pelos distritos de Clementina e Lauro Penteado. No dia 24 de junho se comemora, junto com o padroeiro São João Batista, o aniversário da cidade, mas a data de sua fundação é 20 de Junho de 1928.
Duartina - SP

A estação de Duartina na década de 40

Muito antes de chegar a estrada de ferro, a fertilidade de nossas terras havia atraído considerável número de desbravadores, que se estabeleceram onde hoje se situa a sede do Município de Duartina.

A fundação do núcleo humano é atribuída a Theodósio Lopes Pedroso, que em 13 de dezembro de 1.920, instituiu o PATRIMÔNIO DE SANTA LUZIA, fazendo, em seguida, doação do mesmo ao município de Piratininga.

Pela Lei nº. 1.893, de 16 de dezembro de 1.922, foi elevado a Distrito de Paz, com o mesmo nome de Santa Luzia do Serrote, abrangendo o Distrito Policial de Gralha. Em 11 de dezembro de 1.926, pela Lei 2.151, foi elevado à categoria de Município, com o nome de DUARTINA, homenagem ao então Bispo de Botucatu, DOM CARLOS DUARTE DA COSTA. Em 30 de dezembro de 1.955, passou à categoria de COMARCA, pela lei no. 2.456 e em 26 de janeiro de 1.956 foi instalada.

- Aniversário de Duartina: 11 de dezembro.
- Dia da Padroeira do município, Santa Luzia: 13 de dezembro.

O primeiro Prefeito da cidade foi Dr. José Afonso de Carvalho Filho, que administrou a cidade de 1.927 a 1.928.

Além do primeiro Prefeito, também são figuras ilustres do município:
- Expedicionário Antonio Aparecido - Voluntário duartinense da 2ª. Guerra Mundial, morto em combate.
- Monsenhor Jorge Antonio Martinelli - Pároco de nossa Igreja de Santa Luzia por mais de 40 anos.

- Benedito Gebara - Notório Prefeito de Duartina. 

 

Guaiçara - SP

     Localiza-se a uma latitude 21º37'19" sul e a uma longitude 49º47'55" oeste, estando a uma altitude de 461 metros. Sua população estimada em 2006 é de aproximadamente 10.357 habitantes. Guaiçara está em pleno desenvolvimento sendo uma das que mais cresceram na região centro-oeste paulista. Um dos destaques da cidade é a Estação Criatividade - Geraldino da Silva, onde uma antiga estação ferroviária da Noroeste do Brasil (NOB) foi restaurada, dando início a um espaço cultural.

Possui uma área de 269,3 km².

Guararapes - SP

O Município de Guararapes, é formado por habitantes das mais variadas origens e nacionalidades: italianos, portugueses, libaneses, suíços, franceses, espanhóis, africanos, alemães e japoneses.

É um município que surgiu espontaneamente, mas seu traçado preestabelecido, obrigou os seus ocupantes a fazerem construções obedecendo as normas desse traçado. O traço urbano tem a forma de um tabuleiro de xadrez, com ruas retas e quarteirões quadrangulares

Ipaussu - SP

Ipaussu do Estado do São Paulo. Os habitantes se chamam ipauçuenses.
O município se estende por 209,7 km² e contava com 13 746 habitantes no último censo. A densidade demográfica é de 65,6 habitantes por km² no território do município.
Vizinho dos municípios de Chavantes, Timburi e Bernardino de Campos, Ipaussu se situa a 17 km a Sul-Oeste de Santa Cruz do Rio Pardo a maior cidade nos arredores.
Situado a 573 metros de altitude, de Ipaussu tem as seguintes coordenadas geográficas: Latitude: 23° 3' 24'' Sul, Longitude: 49° 37' 15'' Oeste.

Maracaí - SP

Maracaí é um município brasileiro do estado de São Paulo. O povoamento foi fundado em 1905, tendo sido declarado município em 19 de dezembro de 1924 e instalado em 24 de março de 1925. 

Martinópolis - SP

Martinópolis é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 22º08'45" sul e a uma longitude 51º10'15" oeste, estando a uma altitude de 488 metros. Sua população estimada em 2009 era de 25.533 habitantes

Osvaldo Cruz - SP

Osvaldo Cruz é um município brasileiro do estado de São Paulo. Foi fundado com o nome de Califórnia em 6 de junho de1941 por Max Wirth, um cidadão suíço. Em 11 de novembro de 1941 foi elevada a distrito, sendo que em 1 de janeiro de1945 foi criado o município que recebeu o nome em homenagem ao proeminente cientista brasileiro Oswaldo Cruz.

Possui dois feriados municipais, em 6 de junho (data de fundação da cidade) e 19 de março (dia de São José, padroeiro da cidade)

Palmital - SP

O pioneiro João Batista de Oliveira Aranha e sua família imigrou do município de São Manuel em 1886 e instalou-se na região do antigo bairro Palmital, no município de Campos Novos Paulista. O povoado recebeu o nome de Palmital devido à grande quantidade de palmeiras existentes no local.

As terras ao redor pertenciam ao fazendeiro Francisco Severino da Costa, que decidiu dividi-las em lotes, com isso atraiu moradores de municípios vizinhos que procuravam uma vida melhor.

A estação da Estrada de Ferro Sorocabana foi inaugurada em 1914 e a construção do prédio atual é de 1926. Com a construção da estrada de ferro, logo o povoado tornou-se distrito em 27 de dezembro de 1916 e em 21 de abril de 1920 foi elevado a município.

Em 1942 com o desgaste do solo e as fortes geadas causaram grandes perdas aos agricultores de café e comerciantes do município. Com a perda dos cafezais, os agricultores os substituíram pelas lavouras de milho, mamona, arroz, cana-de-açúcar, feijão e outros cereais. Mas o café não deixou de ser cultivado. Até 1968,o café foi a base da economia, já que as outras culturas de lavouras não deram tão certo, seguido pelo desenvolvimento do plantio da soja, milho e trigo, favorecidos pela mecanização da agricultura. Por outro lado, o município é um dos principais fabricantes de aguardente de cana, e tem pequenas indústrias de móveis e de derivados de mandioca. Em 1995 começou a era da banana em Palmital e região, com a família Bernardes tomando iniciativa, começou o cultivo dessa fruta, que hoje se tornou um grande negocio na região do Vale do Paranapanema.

Parapuã - SP

Parapuã é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 21º46'05" sul e a uma longitude 50º46'18" oeste, estando a uma altitude de 486 metros. Está localizada estrategicamente no encontro das rodovias Comandante João Ribeiro de Barros e Assis Chateaubriand, que interligam as principais cidades do interior do Estado de São Paulo, e também os Estados do Paraná e Mato Grosso do Sul, e faz parte de uma rede de cidades muito próximas umas das outras na região chamada Alta Paulista.

Pirajuí - SP

Até 1888, a região entre os rios Dourado e Feio era habitada por índios couvades. A partir desse ano e do ano seguinte, exploradores como João Justino da Silva, Joaquim de Toledo Piza e Almeida, Adão Bonifácio Dias, Leão Cerqueira, Ignácio Vidal dos Santos Abreu, Luiz Wolf, Clementino Rodrigues da Silva e Salvador da Costa Sarico começaram a plantar café na região. Em 1902, João Justino da Silva e outros fundaram o patrimônio de São Sebastião do Pouso Alegre. Em 1904, foi celebrada a primeira missa na capela de São Sebastião. A chegada da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil trouxe progresso à vila, fazendo com que ela se elevasse à categoria de distrito de paz pertencente ao município de Bauru em dezembro de 1907 com o nome de "Pirajuhi" pela lei estadual 1 105, de 2 de dezembro de 1907. Tornou-se município em 29 de março de 1915 com o nome atual Pirajuí. Em meados do século XX, Pirajuí chegou a ser considerado o maior município cafeeiro de todo o planeta.[7]

Foi também sede do governo do estado de São Paulo por um dia e, em meados do século XX, foi disputada, nas ruas da cidade, uma prova de automobilismo, na época a mais importante do Brasil.

Quatá - SP

A pré-história de Quatá como a de toda a região Oeste do Estado de São Paulo abrangida pelos rios Aguapeí, do Peixe e Paranapanema, penetrando ao Sul no rumo de Campos Novos, hoje Estado do Paraná, pertence ao império selvagem dos índios Caingangues ou Coroados, que aliás ligavam as suas aldeias no sentido Norte-Sul, pôr uma trilha aberta na selva e conhecida pelo nome de "Caminho dos Macaúbas". Até o princípio do século XX, os mapas de São Paulo assinalavam essa imensa região com uma expressão genérica e imprecisa: "terras desconhecidas e habitadas pôr índios".

Quintana - SP

Quintana é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 22º04'21" sul e a uma longitude 50º18'27" oeste, estando a uma altitude de 595 metros. Sua população estimada em 2004 era de 5.574 habitantes

Rancharia - SP

Rancharia é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 22º13'45" sul e a uma longitude 50º53'35" oeste, estando a uma altitude de 519 metros. Sua população estimada pelo IBGE em 2016 era de 29 779 habitantes.

Tarumã - SP

Tarumã é um município brasileiro localizado na região oeste do estado de São Paulo, foi fundado em outubro de 1927 e emancipado de Assis na década de 90